Origem, Características e Cores do Labrador

Conheça a origem, as características e quais as cores do Labrador. Entenda tudo sobre a raça de cachorro mais amada do mundo!




Origem do Labrador

Os primeiros labradores eram cães d’água que se originaram dos cães Terra-nova (Newfoundland) e receberam esse nome por ser de uma região de Labrador no noroeste do Canadá. Estes cães teriam chegado a província de Terra Nova e Labrador trazidos pelos português, bascos ou até por exploradores escandinavos. Por volta de 1800, os cães terra-nova tinham diversos tamanhos e o melhor deles, conhecido como Lezer ou Cão de Saint John, foi o que deu origem ao que hoje conhecemos como Labrador.

Esses primeiros cães possuíam pelos curtos e pretos, tinham porte médio e sua função era recolher a caça e ajudar os pescadores a puxar redes para a terra e em todas as funções que envolvesse nadar.

Em 1800, o Canadá cobrava altos impostos dos proprietários de cães, isso causou praticamente o desaparecimento desses cães em sua terra natal. O que salvou essa raça foi que um grupo deles acabou sendo levado a Inglaterra, onde cruzados com cães do tipo Retriever originou-se o Labrador Moderno. Uma curiosidade mórbida sobre esse período da origem do labrador: no começo só a cor preta era aceita, os cães amarelos ou chocolates eram sacrificados. Apenas em 1900, as outras cores começaram a ser aceitas, embora não fossem tão populares quanto a preta.

Como se tornou conhecido

Como ficou claro acima, o Labrador não é uma raça muito antiga. O clube da raça foi fundado apenas em 1916 e o Clube do Labrador Amarelo em 1925. Introduzidos pelo Coronel Peter Hawker e pelo Conde de Malmesbury, foi nas provas de campo para cães de caça que ele logo se destacou. Segundo o manual da CBC, foi um cão chamado de Malmesbury Tramp, descrito pela Condessa de Lorna Howe (famosa criadora que teve seu cão Bramshaw Bob eleito por dois anos seguidos o melhor da importantíssima Exposição de Crufts), uma das raízes do atual Labrador.

Até os anos 50, essa raça era basicamente um animal usado no trabalho rural, mas, graças a sua característica personalidade alegre e sua vontade “obsessiva” por brincar, ele passou a ser um animal de companhia. Por ser um cão companheiro e com bastante disposição, hoje ele também é muito utilizado em buscas e resgates e como guia para cegos.

Sua chegada ao Brasil ocorreu nos anos 60, trazida da Inglaterra e Estados Unidos, fazendo um grande sucesso em exposições. Hoje, o labrador é a raça mais popular nos Estados Unidos e em muitos países do mundo. Aqui no Brasil é considerada a 4ª raça mais popular, ficando atrás apenas dos sem raça definida, Poodle e Pincher.

Características do Labrador

labrador amarelo olhando para frente

Segundo o manual da Confederação Brasileira de Cinofilia, as características do labrador são: possui bom temperamento, ágil, inteligente e apaixonado por água. Ele é capaz de se adaptar em qualquer lugar, sendo um companheiro fiel para o ser humano graças a sua natureza amigável e sem agressividade.

O Labrador possui pêlo curto e grosso e é considerado um cão de médio/grande porte. Você sabe o que isso quer dizer? Bom vamos explicar o que isso quer dizer:

  • Macho: ele deve pesar entre 36 a 40 kg e medir entre 56 a 57 cm;
  • Fêmea: ela deve pesar entre 25 a 36 kg e medir entre 54 a 56 cm.

Apesar de ser um muito ativo, ele possui um comportamento excelente. Como dissemos acima, ele é um cão agitado, mas, mesmo não sendo um cachorro pequeno como o Poodle ou Pinscher, ele pode viver bem em apartamento, desde que você entenda suas necessidades e crie uma rotina adequada a isso, então saiba que você vai precisar passear muito com ele e estar sempre pronto para brincar.

Cores do Labrador

Dois labradores amarelos e um preto brincando na grama

O padrão da raça diz que as cores do Labrador são inteiramente preto, amarelo ou fígado/chocolate e é permitido uma pequena mancha branca no peito. A tonalidade amarela pode variar, por isso vamos explicar esse espectro abaixo:

  • Amarelo: sua tonalidade varia entre vermelho raposa até o creme claro. Uma pequena mancha branca no peito é permitida.

Quanta coisa para ler sobre o Labrador, não é? Mas queremos deixar claro que é importante que você se informe o máximo possível sobre seu amigão antes de recebê-lo, assim vai garantir que consiga criar uma boa relação com ele.

Se você ainda tiver alguma dúvida sobre o assunto, é só deixar seu comentário e teremos prazer em respondê-lo!

3 comentários sobre “Origem, Características e Cores do Labrador

  1. Meu labradores nasceram com mancha branca no peito e na pata ,o outro com mancha marrom na pata e no peito e correto pois os pais sao labradores a fêmea e preta eo macho e Berge sendo que veio o marrom pra cruzar com ela a dúvida sera que cruzou com os dois? Pode? Me tirem essa dúvida por favor !

  2. Amo muuuito meu chocolate, ele é muito fofinho. Aliás que é da minha filha Amanda também.
    Tenho a acrescentar nos comentários sobre a raça de labradores que o meu idoso de 15 anos e meio está superando a espectativa de vida e com boa saúde .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.