Meu cachorro enjoou da ração: O que fazer?




A alimentação de nossos cachorros é sempre algo que nos traz preocupações quando surgem algumas anomalias. E algumas vezes temos a impressão de que o cachorro enjoou da ração, isso realmente pode acontecer. Não é comum, mas existem diversos fatores que podem levar o cão a rejeitar a ração oferecida.

Para te ajudar nesse cuidado, separamos aqui algumas dicas para verificar se você está seguindo os procedimentos corretos na alimentação de seu cão. E saiba que com um pouco de observação é bem simples de solucionar esse problema.

Meu cachorro enjoou da ração: O que fazer?

Ao contrário de seres humanos, os cachorros não precisam de alternâncias de cardápio caso recebam uma alimentação completa e balanceada. Inclusive, a variação de rações pode ser prejudicial à saúde do animal. É importante observar que um cão saudável não deve ficar mais de dois dias sem se alimentar, portanto preste atenção nos hábitos de seu pet.

O que você deve fazer é tratar o ato com normalidade, sem angústias ou inquietações para que o cão não seja influenciado por seu comportamento. Muitos animais recebem petiscos em demasia e acabam rejeitando a ração por entender que mereciam mais atenção ou agrados. Ou seja, não ceda aos caprichos de seu cachorro e controle a frequência desses petiscos.

Outro fator que deve ser notado é a quantidade de ração servida. Sempre ofereça a quantidade ideal ao peso e porte de seu cachorro. O excesso de comida faz com que o animal rejeite o alimento ou coma em demasia, causando diversos problemas de saúde.

Se a ração que você compra satisfaz todas as necessidades nutricionais do cachorro, não é necessário fazer alterações. O efeito novidade de uma marca diferente pode fazer o animal se alimentar com mais voracidade, porém logo retornará ao ritmo normal.

Esteja sempre atento ao local em que os potes estão dispostos. Estão protegidos de umidade e calor? Estão afastados da área de defecação? O acesso é fácil e o cachorro tem liberdade para se alimentar sem grandes interferências? Se todas as respostas forem positivas, dificilmente o animal se comportará de modo estranho no ato da alimentação.

Caso você esteja seguindo todos os passos e ainda assim encontre dificuldades, consulte um veterinário para saber se há algum problema mais sério que impeça o bom funcionamento do organismo de seu cachorro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.